Melhor do que a fada dos dentes

Por 6 Comentários


Você já pensou no que fazer com os dentes de leite do seu filho? Ele vai dar para a “fada dos dentes”? Ou você vai colocar numa correntinha? Ou vai juntar todos numa caixinha para guardar para a posteridade?

Se você quiser uma ótima ideia para dar utilidade aos dentes decíduos do seu filho, é bom que você conheça os bancos de dentes. Lá, os dentes dele serão distribuídos para alunos de graduação em Odontologia e pesquisadores que utilizam dentes humanos em seus estudos. Ou seja, os dentinhos valem ouro! E outro detalhe importante: os bancos recebem também dentes permanentes perdidos, seja em razão de uma cirurgia por necessidade ortodôntica (quando indicada para corrigir a mordida, associada ao uso de aparelhos), ou de outros problemas como doença periodontal (em que os dentes ficam abaulados e acabam sendo retirados). Até dentes com lesão de cárie podem ser enviados!

A grande importância desses bancos é o de inibir o comércio ilegal de dentes. Como alunos e pesquisadores podem recorrer a eles, não precisam se submeter à tentativa de comprar dentes “sabe-se lá de onde” (sim, é muito comum a venda por parte de pessoas ligadas a cemitérios, um verdadeiro horror!). Então doar os dentes que você tenha guardado, sejam do filhote ou mesmo seus, ajudam a acabar com isso no nosso país (ótimo motivo, hein?!).

Existem muitos bancos espalhados pelo país, como o da Faculdade de Odontologia da USP (que eu conheço mais de perto, por ter estudado e trabalhado nessa faculdade). Cada um deles tem suas regras de envio, mas de modo geral todos exigem um cadastro do doador (que pode ser uma cartinha com os dados do filhote e número de dentes enviados, que você manda junto com os dentes). O melhor é enviar os dentes o mais rápido possível após a extração (para que os dentes não sofram grandes modificações de sua estrutura original), mas se você tiver dentes guardados há muito tempo, os bancos também aceitam!

Para saber se o banco para onde você pretende mandar os dentes prefere que ele seja armazenado a seco ou em recipiente com soro fisiológico, consulte-o. Aqui ficam algumas referências de locais onde os dentinhos do filhote serão super bem aproveitados, ok?

Faculdade de Odontologia da USP

Universidade Estadual de Ponta Grossa (PR)

Universidade Federal de Santa Maria (RS)

Universidade Federal do Maranhão

Universidade Federal de Pernambuco

Unesp – Araçatuba (SP)

Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic (Campinas, SP)

Clique aqui para ver outros posts sobre dentes!





Arquivado em: DentesSaúde Tags:

Comentários (6)

Trackback URL

  1. Dani Rabelo disse:

    Nunca na minha vida imaginei que tal banco existisse… e pq não??? Claro que deveria existir mesmo, de onde os dentistas tirariam tantos estudos, análises e conclusões???

    Excelente ideia (mas que eu vou guardar o primeiro, com certeza, vou!)! =)

    Beijos!!

  2. Este comentário foi removido pelo autor.

  3. Gisela Blanco disse:

    Ótima dica! A verdadeira fada dos dentes!

  4. Simone Rosa disse:

    Ai gente não tenho coragem de dar os Dentinhos do meu filho

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail