Prepare tudo antes

Por 4 Comentários


Essa parece óbvia, mas não é para muita gente. Como eu. Catarina nasceu duas semanas antes da data prevista. O quarto dela estava quase pronto, mas ainda faltavam alguns detalhes importantes: o lustre não estava instalado, a decoração das paredes ainda precisava ser terminada. Pelo menos as duas malas de maternidade, a minha e a dela, já estavam fechadas e prontas para a ação.

Então, não se esqueça:
Prepare o quarto do bebê. Separe o segundo trimestre da gravidez (o mais tranquilo, quando o mal-estar dos primeiros meses já passou e você ainda não está se sentindo uma baleia orca) para eventuais reformas em casa.
* Pinte o quarto do bebê com pelo menos três meses de antecedência (escolha tintas sem cheiro, principalmente se você está sensível a odores fortes durante a gravidez).
* Decida se você vai querer colocar papel de parede, ou adesivos de vinil para fazer a decoração do quarto. Os adesivos são uma opção barata e bastante prática. Foi a minha decisão para o quarto da Catarina. Encomendei tudo pela internet, gastei super pouco, e meu marido mesmo aplicou depois que a nenê já tinha vindo para nossa casa (pais atrasados!). Foi nosso programa de dia de Natal!
* Não coloque muita coisa no quarto: quanto mais clean, mais fácil será de limpar depois que o bebê nascer.
* Encomende os móveis considerando que muitas lojas pedem 60 dias para a entrega. E depois de esperar tudo isso, o móvel pode chegar ainda com cheiro de tinta na sua casa. Então compre todo o mobiliário com antecedência de 90 dias.
* Móveis que considero essenciais: um berço, uma cômoda (que você irá usar também como trocador) e uma poltrona de amamentação. E não se esqueça da banheira, de preferência com um suporte para que ela fique na altura da sua cintura (você não força a coluna e não precisa abaixar, o que fundamental nos primeiros dias pós-cesárea).
Se você tem a opção de comprar parte do enxoval fora do Brasil, aproveite. Também no segundo trimestre da gestação. Você ainda estará com pique para bater perna e seu médico (e as companhias aéreas) ainda permitirão que você viaje. Roupas de bebê, carrinho, bebê conforto, são muito, muito, muito mais baratos em locais como os EUA. Ou aproveite familiares e amigos que irão viajar (e que tenham muita boa vontade!) para trazer algumas coisas do bebê. Só esse item vai render um post enorme no futuro, aguardem!
Se você comprou quase todos os itens do bebê em uma viagem, ao invés de um chá de bebê tradicional, você pode fazer um chá de fraldas. Sugira que as convidadas levem um pacote de fraldas para você (para elas será bem fácil de comprar, e você vai descobrir que fraldas nunca são demais). Talvez você até possa sugerir uma ou duas marcas de sua preferência.
Chá de bebê: faça com bastante antecedência. Sugiro que entre dois e três meses antes da data prevista para o parto. Você terá bastante tempo para ver o que ganhou, trocar o que ganhou repetido e comprar o que ainda falta. Algumas lojas fazem lista de chá de bebê: eu particularmente acho bem prático para a mãe e para os convidados. Você evita ganhar muita coisa repetida, concentra as compras (e possíveis trocas) em um lugar e escolhe o que tem maior necessidade de ganhar.
Faça a sua mala e a do bebê para a maternidade. Deixe prontas quatro semanas antes da data prevista. Especialmente a sua. Se o bebê nascer muito antes do tempo, provavelmente terá que ficar um tempinho em uma ala separada (e não precisará de imediato das roupinhas, etc). Já você, no momento em que dar entrada na maternidade, precisará da sua mala.
Deixe uma lista de pessoas que deverão ser avisadas do nascimento do bebê com uma irmã, ou amiga. Sua mãe e sua sogra provavelmente estarão bem atarefadas (e nervosas) nos primeiros dias do netinho. Vale também já deixar um e-mail de aviso semi-pronto, com todos os remetentes já anexados. Aí você só coloca as informações do hospital onde você está, número do quarto, etc.
Compre e instale o bebê-conforto/cadeirinha no carro com um mês de antecedência. Você não poderá sair com seu carro da maternidade levando seu bebê sem esse acessório. Não se esqueça de verificar se o modelo e marca escolhidos apresentam o selo do Inmetro. É uma garantia de que você está adquirindo um produto de qualidade.
Compre um bom carrinho. Se seu bebê for como a minha Catarina, irá passar horas dentro dele (e olha que ela já tem um ano!). Viajamos quando ela tinha 16 dias de vida, e ele foi nosso berço portátil. Quando tivemos uma invasão de formigas no quarto dela (leia mais aqui), com apenas dois meses, ele também serviu de berço “salva-vidas”, rsrsrs. Conheço muitos pais que colocam o bebê para dormir no carrinho, ao lado da cama do casal, nos primeiros dias. Não foi minha opção, mas reconheço a praticidade, principalmente nas primeiras noites do bebê em casa, até a mãe ganhar confiança de deixá-lo no próprio quarto. O carrinho pode ser providenciado com um mês de antecedência, pois geralmente a entrega é bem rápida.
Lave as roupas do bebê um mês antes da data prevista para o parto. Veja as dicas de como lavar aqui.

Escolha o pediatra do bebê. Converse com irmãs, primas, amigas, vizinhas e veja se alguém pode indicar um bom profissional. Se o seu bebê está previsto para épocas do ano complicadas, como Carnaval, Páscoa ou fim de ano, pergunte ao pediatra se ele estará na cidade naqueles dias. Em geral, a primeira consulta no pediatra deve acontecer entre o sétimo e o décimo dia após o nascimento (na maternidade o pediatra responsável irá recomendar exatamente quando, dependendo das condições do bebê na alta do hospital). Se o pediatra escolhido não estiver na cidade, pergunte quem o substituirá em sua ausência.

Decida como será o esquema de alimentação da casa logo que o bebê nascer. Você estará acabada (so sorry, mas é verdade) e precisará se alimentar bem para garantir uma boa produção de leite materno. Aceite todas as ofertas que tiver nesse sentido: comidinhas da mãe, da sogra, das amigas… E compre pratos congelados de qualidade (nada dessas tranqueiras que a gente costuma comprar no supermercado como lasanha, nuggets, etc), vendidos em casas que trabalham com isso. Numa hora de aperto você tem um filé de frango com molho, ou uma carne de panela, que vão direto do freezer para a sua mesa.
Contrate uma faxineira, se você já não tem esse serviço. O bebê irá requerer sua atenção quase que absoluta nos primeiros dias. E no tempo em que ele estiver dormindo, você também deveria estar. Deixar mãe e sogra com a função da limpeza só se for eventual, porque em geral elas já têm uma certa idade e o serviço pode ficar pesado para elas. Contrate uma pessoa pelo menos um mês antes do bebê nascer, para que você tenha tempo de explicar como é o andamento da sua casa.
E quando o grande dia chegar, relaxe. Se estiver tudo pronto, melhor, mas se faltar algum detalhe, pense que tudo se ajeita!

Clique para ler mais sobre preparativos para a chegada do bebê.



Arquivado em: Dicas de mãePreparativos

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail